19 de fev de 2011


"Enquanto estiver vivo, sinta-se vivo. Se sentir saudades do que fazia, volte a fazê-lo. Não viva de fotografias amareladas… Continue, quando todos esperam que desistas. Não deixe que enferruje o ferro que existe em você. Faça com que em vez de pena, tenham respeito por você. Quando não conseguir correr através dos anos, trote. Quando não conseguir trotar, caminhe. Quando não conseguir caminhar, use uma bengala. Mas nunca se detenha."
                                                                                      


                                         Madre Teresa de Calcutá

17 de fev de 2011



Eu quero mais é ser feliz e viver a minha vida. Não busco príncipes encantados nem fadas madrinhas, corro atrás do que quero. E o amor? Esse eu encontro, quem sabe por acaso, em meu caminho, mas se não aparecer não vou me culpar ou me sentir triste por isso! Minhas escolhas me levaram a ser o que sou hoje e não me arrependo de nenhuma delas, talvez se eu tivesse tomado outras decisões tudo seria melhor, mas e se não fosse? Prefiro acreditar que o caminho que segui foi a melhor escolha e caso não for, eu nunca vou poder saber mesmo!

21 de nov de 2010

Passaram se os anos e a vida me fez mudar ....



                                                
Quando eu tinha 10 anos, era feliz e não sabia, não vivia na internet, não pensava em namorar, brincava  de boneca, ficava em casa aos domingos, esperando algum filme passar.Tudo era melhor, passava a tarde com a família, brincava de esconde-esconde e voltava toda suja, feliz, cheia de alegria, Não pensava em sexo, não olhava para os garotos bonitos que passava na rua e imaginava eles comigo, a Dilma não era candidata a presidente, restart era só pra recomeçar um jogo, malhação era coisa que se fazia na academia.Não me apaixonava, nao sofria por ilusão, fazia as coisas sem ser julgada, não me importava com as opiniões das pessoas , eu não sofria por nenhum garoto , eu não chorava por amor não correspondido.Passaram se os anos e a vida me fez mudar ... Os meus 15 chegaram e ter quinze anos é como desabrochar de uma rosa que transmite serenidade e fragilidade. É sonhar e acreditar no sonho e lutar por ele na certeza da vitória. É correr atrás da felicidade e ser feliz na esperança de ter quinze anos sempre. De começar a perceber que príncipes encantados são aqueles que nos beijam naquela noite que a festa está bombando e que todos olham para você como se fosse a Cinderela do contos de fadas.Começamos andar mais altas, nos equilibrando em altos centímetros de saltos.A fase de sair ficando com os gatinhos da escola, com os que "brilham" e chamam a atenção nas festas.Começamos a nos apaixonar, a chorar por meninos que não nos merecem,a sofrer por amores não correspondidos, E os anos continuam passando e aquela vontade de fazer 18 anos sempre aumentando a cada ano. A frase mais repetida se torna: "Ah! quando eu fizer 18 anos ...". E esse tão esperado dia chega e aquela vontade de sair pelo mundo, sem ter limites e obrigação parece que toma conta do nosso cérebro. Mas na verdade ter 18 anos não é só esse mar de maravilhas, juntos com ele a responsabilidade aumenta, as obrigações se tornam o dobro, você começa ser dono e pagar pelos próprios atos. Por isso sempre nos falam "Cuidado! agora você você ser presa".Começamos a enxergar o mundo um pouco mais sério, definitivamente percebemos que "felizes para sempre" é uma coisa que acontece mais em histórias infantis. Passamos a ser mais maduros e aquela fase de" pegação" vai ficando para traz, o momento de algo serio vai chegando, a vontade de namorar aumenta mais infelizmente o desilusão amorosa assombra do mesmo jeito. Daqui a alguns anos tudo vai ser completamente diferente, os 19, 20, 21 ...  irão chegar e junto com eles novas coisas irão acontecer.Iremos namorar,trabalhar,viajar pelo mundo, nos casarmos, termos filhos e vamos perceber que 10, 15, 18 anos são apenas mais um ano de vida. A vida passará e sempre uma coisa irá mudar e chegaremos sempre no final do nosso caminho.